Notícias

TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO TOMARAM AS RUAS PARA GRITAR CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO TOMARAM AS RUAS PARA GRITAR CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

15 de Março de 2017 - 23:24:39h

Nesta quarta-feira, dia 15, Dia da Greve Geral Nacional, trabalhadores em educação da Aplb Feira, da rede estadual e municipal, e de outras regiões da Bahia, foram até a capital, Salvador, para protestar contra as reformas da previdência e trabalhista e o cumprimento do Piso Salarial.

Durante a manhã o ato da Greve Geral, se concentrou na região do Shopping da Bahia, antigo Iguatemi, onde milhares de pessoas tomaram as ruas para participar da manifestação, com gritos de “Fora Temer” e “Não à Reforma da Previdência”. No ato que ocorreu durante a tarde, a mobilização foi iniciada com a concentração no Campo Grande, de onde a caminhada seguiu ganhando cada vez mais participantes até chegar à Praça Castro Alves, no início da noite. O ato político foi encabeçado pela APLB-Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia e contou com a participação das principais centrais sindicais e das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, além de atender uma convocação da CNTE – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

As manifestações de hoje, 15, faz parte da agenda de luta da Greve Nacional, que acontece de 15 a 24/03, em todo o país. Com faixas, cartazes e muita disposição de luta os educadores marcharam contra a famigerada reforma e em defesa dos direitos dos trabalhadores. Durante o percurso, as lideranças sindicais fizeram diversos pronunciamentos sobre os perigos da nefasta PEC 287/2016, que ameaça e inviabiliza o direito à aposentadoria integral de todos os brasileiros.

Mais uma vez a APLB-Sindicato afirmou a sua postura de entidade classista, aguerrida e combativa em defesa dos direitos dos trabalhadores e do povo brasileiro.